sábado, 10 de setembro de 2016

Realidade Virtual




Realidade Virtual


Estava sentado na frente do computador já fazia algum tempo vendo o cursor do mouse piscar. Buscava coragem para participar de um daqueles chats, os temas não atraiam, eram tão banais e aborrecidos. Decidiu procurar por sites de relacionamentos, conhecia casais formados em espaço virtual que ainda estavam juntos. Ele se considerava um rapaz legal, tipo boa pinta, inteligente e culto. Estava sem namorada já há algum tempo, a última que teve, o namoro acabou de forma natural. O desejo de se verem foi acabando, aconteceu com os dois ao mesmo tempo, sem sofrimentos ou cobranças. Assim de site em site, acabou por se cansar e saiu do computador. Foi até à cozinha pegou uma cerveja e foi para a sacada. A noite estava agradável, mas ele não estava a fim de sair, a galera da academia tinha combinado curtir a balada de sempre, mas ele já estava cansado desses programas, estava entediado. Queria algo diferente, forte e memorável. Pegou a chave da moto, desceu até a garagem. Saiu para a rua e acelerou… quanto mais acelerava, mais percebia que era isso o que queria. Essa sensação de liberdade, não ter que viver uma vida de mentira, mostrar ser um sujeito bem sucedido e admirado pela sociedade, admitir que se tornara um ser humano vazio, solitário e infeliz…. Acelerou mais um pouco e sentiu o sabor do vento…acelerou…acelerou…e se chocou contra o paredão do viaduto...  
















Nenhum comentário:

Postar um comentário